Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Ditassa cipoensis (Fontella) Rapini EN

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 17-02-2012

Criterio: B1ab(iii)+2ab(iii)

Avaliador:

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG: Marcelo

Especialista(s):


Justificativa

Espécie de liana dos Campos Rupestres da Serra do Cipó no Estado de Minas Gerais. Tem distribuição restrita, com EOO de 553,01 km² e AOO de 24 km². Está sujeita a quatro situações de ameaça, nos municípios de Conceição do Mato Dentro, Congonhas do Norte, Santana do Riacho e Jaboticatubas. Nesses locais a espécie foi coletada 10 vezes entre 1968 e 2003. É encontrada em unidades de conservação (SNUC). Encontra-se ameaçada pela perda da qualidade do habitat em decorrência doaumento da frequência e magnitude de incêndios, favorecidos por alteração de uso do solo em torno da Serra do Cipó, incluindo a silvicultura, criação de gado e especulação imobiliária.

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Ditassa cipoensis (Fontella) Rapini;

Família: Apocynaceae

Sinônimos:

  • > Ditassa tomentosa subsp. cipoensis ;

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

Trepadeira; ramos vilosos. Folhas elípticas, pilosas a hirsutas adaxialmente, pilosas a vilosas abaxialmente. Flores alvas, em glomérulos (Rapini et al, 2009).

Dados populacionais

Frequência de ocorrência: esparsa (Biodiversitas, 2005).

Distribuição

Minas Gerais (Koch; Rapini, 2011). Planta rara (Rapini et al., 2009).

Ecologia

Trepadeira tomentosa dos campos rupestres da Serra do Cipó (Konno, 2005; Rapini et al., 2009). Heliófila (Biodiversitas, 2005). Coletada com flores nos meses de fevereiro, março e novembro e frutos em fevereiro e março (Konno, 2005).

Ameaças

1.4.3 Tourism/recreation
Severidade high
Detalhes Por sua expressiva beleza cênica e atrativos naturais, a região da Cadeia do Espinhaço vêm se constituindo num alvo de mudanças socioespaciais ocasionadas pelo afluxo cada vez maior de visitantes e turistas, além da crescente ocupação caracterizada pelas segundas residências de lazer. Tal fluxo turístico e ocupação exógena adquiriu expressão a partir do final dos anos sessenta e vem aumentando significativamente nos dias atuais (Oliveira, 2002).

1.4.2 Human settlement
Severidade medium
Detalhes A grande quantidade de áreas pouco alteradas ao longo de todo o corredor da Cadeia do Espinhaço e o recente reconhecimento de sua importância com a criação da Reserva da Biosfera do Espinhaço apontam para a necessidade de se atuar com rigor na ordenação da ocupação do solo em todo este corredor, sobretudo controlando a especulação imobiliária e o turismo desordenado e o desmatamento para carvoaria e, em certas áreas, a mineração (Madeira; Ribeiro, 2009). Por sua expressiva beleza cênica e atrativos naturais, esta região vem se constituindo num alvo de mudanças socioespaciais ocasionadas pelo afluxo cada vez maior de visitantes e turistas, além da crescente ocupação caracterizada pelas segundas residências de lazer. Tal fluxo turístico e ocupação exógena adquiriu expressão a partir do final dos anos sessenta e vem aumentando significativamente nos dias atuais (Oliveira, 2002).

Ações de conservação

1.2.2.2 National level
Situação: on going
Observações: Considerada "Deficiente de dados" na Lista vermelha da flora do Brasil (MMA, 2008), anexo 2.

Referências

- KOCH, I.; RAPINI, A. Apocynaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil, Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2011/FB004556>.

- RAPINI, A.; SILVA, R.F. DE S.; SAMPAIO, L.N.P.GIULIETTI, A. M.; RAPINI, A.; ANDRADE, M. J. G. DE; QUEIROZ, L. P. DE; SILVA, J. M. C. DA. Apocynaceae. Belo Horizonte, MG: Conservaçao Internacional; Univesidade Estadual de Feira de Santana, 2009.

- OLIVEIRA, H.G. Construindo com a paisagem: um projeto para a Serra do Cipó. In: MURTA, S.M.; ALBANO, C. Interpretar o patrimônio: um exercício do olhar. Belo Horizonte, MG: UFMG; Território Brasilis, p.225-237, 2002.

- MADEIRA, J. A.; RIBEIRO, K. T. PLANO DE MANEJO DO PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ E ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL MORRO DA PEDREIRA, Brasília, DF, p.1-92, 2009.

- RAPINI, A.; MELLO-SILVA, R.; KAWASAKI, M. L. ASCLEPIADOIDEAE (APOCYNACEAE) DA CADEIA DO ESPINHAÇO DE MINAS GERAIS, BRASIL. Boletim de Botânica da Universidade de São Paulo, v. 19, p. 55-169, 2001.

- KONNO, T. U. P. Ditassa R.Br. (Apocynaceae: Asclepiadoideae) no Brasil. Tese de Doutorado. São Paulo, SP: Universidade de São Paulo, 2005.

- FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS. Revisão da lista da flora brasileira ameaçada de extinção. Belo Horizonte, MG: FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS PARA A CONSERVAÇÃO DA NATUREZA, 2005.

- MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Instrução Normativa n. 6, de 23 de setembro de 2008. Espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção e com deficiência de dados, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 set. 2008. Seção 1, p.75-83, 2008.

Como citar

CNCFlora. Ditassa cipoensis in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Ditassa cipoensis>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 17/02/2012 - 12:23:22