Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Matelea marcoassisii Fontella VU

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 17-02-2012

Criterio: D2

Avaliador:

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG: Marcelo

Especialista(s):


Justificativa

Espécie de liana da Mata Atlântica do litoral dos Estado de São Paulo e Rio de Janeiro. Tem distribuição restrita, EOO de 580,82 km² e AOO de 16 km². Conhecida por poucas coletas da década de 1990, está sujeita a duas situações de ameaça nos municípios de Ubatuba, no Estado de São Paulo, e Mangaratiba, no Estado do Rio de Janeiro. O aumento dos deslizamentos e desmoronamentos de encostas é ameaça potencial à espécie e decorre da crescente ocupação das encostas às margens da rodovia federal BR-101 e do crescimento urbano e turístico.

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Matelea marcoassisii Fontella;

Família: Apocynaceae

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

Trepadeira glabra. Folhas lanceoladas a oblongo-elípticas. Flores com corola esverdeada. (Rapini et al., 2009).

Distribuição

Sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro) (Koch; Rapini, 2011). Planta rara (Rapini et al., 2009), conhecida apenas em duas localidades, uma no litoral norte de São Paulo e outra no Rio de Janeiro (Konno; Fontella-Pereira, 2005).

Ecologia

Trepadeira (Rapini et al., 2009). Mata Atlântica (Koch; Rapini, 2011). Floresta ombrófila densa (Stehmann et al. 2009).

Ameaças

1.4.4 Transport - land/air
Incidência local
Severidade high
Detalhes Sua área de ocorrência é cortada por uma importante rodovia federal, a BR 101, e é local de grande atividade turística. As alterações na qualidade do habitat, com a ocupação às margens da rodovia, em áreas próximas às encostas tem aumentado a frequência de desmoronamentos e deslizamentos de terras.

Ações de conservação

1.2.1.2 National level
Situação: on going
Observações: Considerada "Vulnerável" (VU) pela Lista vermelha da flora do Brasil (MMA, 2008), anexo 1.

1.2.1.3 Sub-national level
Situação: on going
Observações: Considerada "Vulnerável" (VU) pela Lista vermelha da flora de São Paulo (SMA-SP, 2004).

Referências

- KOCH, I.; RAPINI, A. Apocynaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil, Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2011/FB004703>.

- RAPINI, A.; SILVA, R.F. DE S.; SAMPAIO, L.N.P.GIULIETTI, A. M.; RAPINI, A.; ANDRADE, M. J. G. DE; QUEIROZ, L. P. DE; SILVA, J. M. C. DA. Apocynaceae. Belo Horizonte, MG: Conservaçao Internacional; Univesidade Estadual de Feira de Santana, 2009.

- STEHMANN, J. R.; FORZZA, R. C.; SALINO, A. ET AL. Plantas da Floresta Atlântica. Rio de Janeiro, RJ: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 516 p.

- SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, SÃO PAULO. SMA-SP. RESOLUçãO SMA N. 48 DE 2004. Lista oficial das espécies da flora do Estado de São Paulo ameaçadas de extinção, Diário Oficial do Estado de São Paulo, São Paulo, SP, 2004.

- KONNO, T.U.P.; FONTELLA-PEREIRA, J. Matelea. In: WANDERLEY, M.G.L., ET AL. Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo. São Paulo: FAPESP/RiMa, p.123-125, 2005.

- MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Instrução Normativa n. 6, de 23 de setembro de 2008. Espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção e com deficiência de dados, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 set. 2008. Seção 1, p.75-83, 2008.

Como citar

CNCFlora. Matelea marcoassisii in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Matelea marcoassisii>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 17/02/2012 - 13:30:53