Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Virola parvifolia Ducke VU

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 07-08-2012

Criterio: D2

Avaliador: Eduardo Pinheiro Fernandez

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG:

Especialista(s):


Justificativa

Virola parvifolia Ducke não é endêmica do Brasil, ocorrendo também na Venezuela. Era conhecida até pouco tempo somente pela coleta tipo, realizada em 1932, nas proximidades do município de São Gabriel da Cachoeira, Amazonas. Foi registrada em " Caatingas" as margens do Rio Negro. Para a população conhecida, foi identificada ao menos uma situação de ameaça (área portuária do município citado), que na ocasião de sua construção suprimiu a vegetação nativa da localidade; mesmo com o baixo esforço amostral na região onde V. parvifolia foi primeiramente coletada, algumas expedições botânicas foram empreendidas e não identificaram novas populações. Devido a sua área de ocupação restrita (AOO = 4 Km²), aliada a carência de novos registros e com ameaças plausíveis incidindo sobre a população da espécie que podem aumentar sua categoria de ameaça em um futuro próximo, a espécie foi considerada Vulnerável (VU).

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Virola parvifolia Ducke;

Família: Myristicaceae

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

Descrita originalmente na obra Journal of the Washington Academy of Sciences 26: 264. 1936., a espécie era conhecida somente pelo tipo até pouco tempo (Lobão, com. pess.); Rodrigues (1980) indica afinidade desta com V. venosa, principalmente pela inflorescência, distinguindo-se dela pelas folhas, bem diferentes.

Distribuição

A espécie não é endêmica do Brasil, com registro também na Venezuela; aqui, foi registrada no estado do Amazonas, sendo conhecida até pouco tempo somente pela coleta tipo (Lobão, com. pess.; Rodrigues, 2012).

Ecologia

Planta arbórea, terrícola; ocorre nas caatingas amazônicas, associadas ao Domínio Fitogeográfico Amazônia (Rodrigues, 1980; 2012).

Ameaças

1.4.5 Transport - water
Incidência local
Severidade very high
Detalhes ​A zona portuária do município de São Gabriel da Cachoeira representa uma ameaça à espécie, uma vez que foi construído dentro de sua área de distribuição (IBGE, 2011).

Ações de conservação

1.2.2.1 International level
Situação: on going
Observações: A espécie foi considerada Vulnerável (VU) em avaliação de risco de extinção empreendida para a flora pela IUCN (2010).

Referências

- RODRIGUES, W. IN: FORZZA, R.C. ET AL. Myristicaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil.

- RODRIGUES, W.A. Myristicaceae in IUCN Red List of Threatened Species. vERSION 2012.1. Disponivel em: <www.iucnredlist.org>. Acesso em: Downloaded on 24 July 2012.

- RODRIGUES, W.A. Revisão taxonômica das espécies de Virola Aubl. (Myristicaceae) do Brasil. Acta Amazonica, v. 10, p. 1-127, 1980.

Como citar

CNCFlora. Virola parvifolia in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Virola parvifolia>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 07/08/2012 - 16:28:46